logo do site

irmão clemente ivo juliatto e humberto henrique

Os coordenadores, integrantes, professores e diretores da Pontifícia Universidade Católica (PUC), câmpus Maringá, foram homenageados pela Câmara de Maringá em função do projeto “Constituição em Evidência”, que leva temas de Direito Constitucional ao conhecimento de adolescentes que cursam o ensino médio em escolas públicas. A proposta da homenagem foi do vereador Humberto Henrique.

O Irmão Clemente Ivo Juliatto (foto) recebeu o Brasão do Município e em seu discurso ressaltou a emoção pela homenagem e também com o resultado do projeto. “Recebemos os méritos, mas não fazemos tudo. Agradecemos esta homenagem que é para a Universidade e isso demonstra que a PUC está fazendo a diferença na cidade.”

Ele ressaltou que os formados pela PUC deveriam receber dois diplomas: um de competente profissional de acordo com as áreas de formação e um diploma de “gente boa”. “Ex-aluno da PUC tem que ser gente que presta, bons pais, bons profissionais. Hoje fiquei convencido que foi ótimo a Universidade vir para Maringá e que aqui está cheio de gente boa.”

Confira o álbum do evento no Facebook ou no Flickr.

O ex-aluno Fernando Fertonani destacou que o projeto, idealizado por ele, hoje pertence a todos os maringaenses e é responsabilidade de todos garantir que ele nunca acabe. “É preciso incentivar a participação porque a responsabilidade pela construção de um País melhor é de cada um de nós.” Ele finalizou o discurso com a frase do presidente americano John Kennedy: “Não pergunte o que seu país pode fazer por você, mas sim o que você pode fazer pelo seu país”.

O diretor do câmpus Maringá, José de Jesus Previdelli, falou sobre a gratidão da instituição por todos os envolvidos no projeto e destacou a importância de se trabalhar para levar conhecimento ao maior número de pessoas possível. “A homenagem da Câmara é de uma importância ímpar, por reconhecer o trabalho que vem sendo desenvolvido pelos nossos estudantes e professores nesse projeto.”

Marcus Geandré Nakano Ramiro, coordenador do curso de Direito da PUC, ressaltou que o projeto trabalha para a formação de cidadãos e que a instituição investe em gente que se preocupa com a construção de uma sociedade melhor. “A PUC se preocupa em oferecer uma boa estrutura, bons professores para que ações concretas, como esse projeto, possam ser realizadas. Afinal a razão de existir da PUC são os alunos e é emocionante vê-los em ação, estudando e se preparando para fazer as oficinas nas escolas de ensino médio.”

O vereador Humberto Henrique contou que assistiu a uma oficina e que foi realmente emocionante ver o empenho dos acadêmicos de Direito da PUC em levar informações e fomentar as discussões com os alunos do ensino médio. “Esse projeto merece o nosso reconhecimento porque infelizmente nossa Constituição ainda não é conhecida como deveria e também não é aplicada em sua totalidade. Esse trabalhado realizado pela PUC demonstra a responsabilidade social da instituição.”

A parte cultural também esteve presente na solenidade com a apresentação musical de um Quarteto de Cordas que executou músicas de Bethoven, Haendel, Bach, Mozart e Vivaldi. A interpretação dos hinos Nacional e de Maringá pelo maestro Marcus Geandré Nakano Ramiro emocionou a todos os presentes.

Assista ao vídeo com a gravação da sessão solene.



Com informações Assessoria de Imprensa CMM
Foto: Marquinhos Oliveira



Facebook Youtube Flickr Twitter SoundCloud





ONLINE

Temos 11 visitantes e Nenhum membro online