logo do site

Notícias

A pedido da diretoria do Sindaen, Sindicato dos Trabalhadores nas empresas de água, esgoto e saneamento de Maringá e região noroeste do Paraná, o vereador Humberto Henrique (PT) elaborou uma apresentação com informações sobre eventos ocorridos desde a assinatura do contrato entre o município de Maringá e a Sanepar, em agosto de 1980, até o recente episódio em que a cidade ficou sem água por mais de uma semana. A explanação ocorreu no último sábado durante encontro de lideranças da entidade.

O vereador Humberto Henrique (PT) e mais sete parlamentares cobraram do presidente da Sanepar a isenção da tarifa referente ao mês de janeiro, em virtude dos transtornos causados à população com a interrupção no abastecimento que durou mais de uma semana. A cobrança aconteceu em uma reunião realizada na sede da Câmara, na tarde desta terça-feira (26).

humberto sanepar

Na manhã desta sexta-feira (22), O vereador Humberto Henrique (PT) conheceu o funcionamento da estação de captação de água da Sanepar e verificou os estragos que interromperam o abastecimento em Maringá. O parlamentar coletou informações para cobrar da empresa um planejamento que atenda a população em casos de emergência.

Em sessão extraordinária realizada nesta terça-feira (19), alguns vereadores de Maringá aprovaram um projeto para o vice-prefeito se ausentar do país. Atualmente o vice exerce a função de prefeito, já que o titular do cargo está de férias no exterior desde o início do mês. O vereador Humberto Henrique (PT) não participou da sessão e declarou que votaria contra o projeto.

Foto Blog Angelo Rigon

O vereador Humberto Henrique (PT) encaminhou, na tarde desta terça-feira (19), ofício ao prefeito de Maringá solicitando documentos e informações referentes a uma denúncia de que servidores, veículos e maquinários do município teriam sido utilizados na execução de serviços em estabelecimento particular. As informações foram publicadas no site angelorigon.com.br.

vereadores maringa

A Câmara de Maringá vai realizar sessão extraordinária nesta terça-feira (19), às 17h, para aprovar requerimentos referentes a falta de abastecimento de água na cidade, que afeta a população há uma semana. Tendo em vista os transtornos causados, os vereadores querem que a empresa que explora o serviço deixe de cobrar dos usuários qualquer valor referente a fatura do mês de janeiro.

Dezoito poços artesianos da Prefeitura serão disponibilizados a partir das 13h30 para a população que está sem o abastecimento de água, realizado pela Sanepar. A Prefeitura informa que a água não é própria para consumo, mas pode ser utilizada para higiene e limpeza. A ação tem objetivo de colaborar com a concessionária do serviço de abastecimento, que está atendendo os casos emergenciais.

O projeto do vereador Humberto Henrique cancelando a secretaria ilegal criada pelo prefeito de Maringá recebeu sete votos favoráveis e cinco contrários. Apesar do resultado, o Regimento Interno exige oito votos para que a matéria seja aprovada. Com a decisão da Câmara, o decreto do prefeito continua vigente. Humberto vai denunciar o caso ao Ministério Público (MP) e ao Tribunal de Contas do Estado.



A Câmara de Maringá aprovou requerimento proposto pelo vereador Humberto Henrique (PT), assinado também por vários parlamentares, solicitando a criação de um Grupo de Trabalho que terá a tarefa de propor soluções para a contratação de funcionários ou a criação de cargo para cumprir a finalidade de educar e cuidar nos centros municipais de educação infantil do município.

votação cuidador infantil

Por unanimidade, foi aprovada a emenda proposta pelo vereador Humberto Henrique (PT) que suprimiu artigos que criavam 500 vagas para o cargo “cuidador infantil” e cortavam 300 do cargo “auxiliar educacional”. O projeto original, apresentado pela Secretaria Municipal de Educação, foi rechaçado por professores e estudantes da UEM. Eles lotaram o plenário da Câmara para acompanhar a votação.


Facebook Youtube Flickr Twitter SoundCloud





ONLINE

Temos 18 visitantes e Nenhum membro online