logo do site

A suspensão no fornecimento de água para a população de Maringá vai render multa para a empresa Sanepar, concessionária que explora o serviço na cidade. Desde a noite da última segunda-feira, 85% da população não recebe uma gota de água.

O problema causado pela falta de um plano para garantir o atendimento em casos de emergência afetou até estabelecimentos comerciais e repartições públicas. O Procon ainda vai definir o valor da multa que será aplicada.

De acordo com o órgão, a legislação prevê a penalidade no caso de interrupção no fornecimento do serviço ou produto, especialmente sendo uma concessão pública e um serviço essencial.


Gelinton Batista – Imprensa VHH



Facebook Youtube Flickr Twitter SoundCloud





ONLINE

Temos 21 visitantes e Nenhum membro online